Rouge Cerise – Bourjois 1 Seconde

Bom dia gurias,

Tudo bom?

O esmalte do dia é um dos mais velhos da minha colecção, penso que em meados de Junho/Julho deste ano, completará 4 anos… Foi um dos primeiros esmaltes que comprei, quando parei de roer, ainda da fase não viciada, apesar do preço salgado, fui atraída pelo pincel XL, e necessidade de apenas uma camada, que prometia facilidade e rapidez na hora de esmaltar… Coisa em que, se nem agora sou pro, muito menos há 4 anos atrás!

A cor é um vermelhinho básico, igual a uns 1000 que há por aí, só que esse vermelhinho básico foi o meu primeiro vermelho. 😀 Acho que todas já viram fotos desse esmalte por aí, velhinho e conhecido:

001

Rouge Cerise, Bourjois – 1 camada

Leia mais deste post

Anúncios

Ombré Glitter Nails – Red Edition

Depois desse post da Thais, e desse da Mila, eu não tinha mais como fugir… Tinha que tentar fazer as minhas próprias Ombré Glitter Nails! Ficou decidido de antemão, que as minhas seriam vermelhas. Usei de base o Sweet as a Candy da Essence, um esmaltinho ao estilo renda, versão rosa, daqueles que nenhuma esmaltólatra consegue usar a solo por muito tempo. 😉 Como não tenho glitter forte vermelho, tive que apelar para um cremosinho para dar cor, o escolhido foi o Marylins 607, vermelhinho puro, e pra finalizar glitter vermelho comum da Vera Valenti.

002

Leia mais deste post

Da série: Do fundo da gaveta…

Sabem aquelas alturas, em que mesmo com 300 esmaltes uma pessoa não sabe o que usar, fica chatinha e o desanimo toma conta do vosso ser?! Semana passada foi assim para mim… Nem tinha vontade de fazer as unhas sequer! Com esse ânimo não vale a pena usar vernizes maravilhosos, porque nada te agrada, nada fica bem! Acabei por ir para as catacumbas da minha coleção e resgatei 2 esmatinhos bem velhinhos básicos:

018

O New York foi lançado já em 2009 pela Risqué em parceria com o Reinaldo Lourenço, e tem o mesmo nome que a coleção, é bem velhinho já! Tenho o meu desde 2010 e só agora dei uma chance. Ele é um cinza bem lindo, devo confessar, mas nunca bateu aquela paixão! Gosto mais de cinza desse tom com shimmer, cremosão como ele é, prefiro um preto puro ou um cinza mais clarinho. Até pensei em incrementar, mas a preguiça não deixou!!

Usei 2 camadas, e roxinho da Ludurana, que devo dizer é fraquinho… O brilho é bem mais ou menos, e demorou bastante para secar, além de que nalgumas unhas as cerdas do pincel marcaram o verniz! Adoro os esmaltes deles, mas falharam no TC!!

002

O Gabriela é o verdadeiro clássico! Não sei quando foi lançado, sei que faz parte da linha regular da Risqué, o que é óptimo, se você gosta sabe que sempre vai achar por aí! Eu não curto muito vermelho, e nem sei bem porquê, acho que combina com a minha pele, é intemporal… Nem tenho motivo para não curtir, mas meu inconsciente grita: “Comum!” – sempre que passo um. Mas se você curte vermelho, compre o Gabriela! Ele é maravilhoso de passar e limpar, tem cobertura perfeita com 2 camadas, e um brilho óptimo! Risqué acertou em cheio na fórmula dele!

Bem meninas, por hoje é tudo! Desculpem a chata, terei dias melhores!! Ahah

Beijo!

China Glaze – Love Marilyn

O tanto que babei nesse esmalte, cês não sabem…

Eu usei um vermelho qualquer de base, tipo o 40 Graus da Colorama mesmo, e passei duas camadas do Love Marilyn. Pra finalizar, uma camada de Base Glitter da 5cinco e uma de top coat (que agora não lembro se usei da Ideal ou Impala) Ele tem tanto glitter vermelho, de tamanhos variados, que fica essa coisa maravilhosa, amor pra vida toda oh:

China Glaze - Love MarilynJá o glitter prateado é todo do mesmo tamanho, e fica uma graça quando os vermelhos miudinhos ficam por cima dele um pouco, principalmente quando passa a segunda camada do esmalte. *-*

Beijos!

 

Layla – Mercury Twilight + Risqué – Escarlate diluído (será?)

Um dia desses, pesquisando algum esmalte que nem lembro mais, me deparo com esse post da Kelly! Fiquei louca, porque eu já havia usado o Escarlate e o Rebu (ambos Rsiqué) por cima de holográficos antes, mas nunca tinha pensando em usar por cima de um Layla!

Aí fui toda ouriçada testar e ficou BEM lindo, super brilhosão, e, apesar de não ter perdido a holografia, logicamente diminuiu “drasticamente”. Conversando com a May, essa gênia, me foi sugerido diluir o Escarlate com uma base incolor qualquer, justamente pra ficar mais fluído e isso resolveria meu problema! Novamente, fui testar logo em seguida hahaha, e deu SUPER CERTO:

Layla - Mercury Twilight + Escarlate Diluído (1 camada) - No sol (2) Layla - Mercury Twilight + Escarlate Diluído (1 camada) - No sol (4)

Só queeeeeeeee fiquei achando que passei de mal jeito e acabou manchando um pouco, não pegando direito em todas as unhas de maneira uniforme.

Tava me incomodando, só sei disso.

Aí pensei “bom, vou passar mais uma camada fina e ver no que dá”:

Layla - Mercury Twilight + Escarlate Diluído (2 camadas) - Na luz artificial branca (4) Layla - Mercury Twilight + Escarlate Diluído (2 camadas) - Na luz artificial branca (8)

Ficou incrivelmente maravilhoso, e dessa vez, uniforme!

Só que ficou IGUALZINHO se tivesse apenas passado o Escarlate puro por cima HHAAHHA!

 

Bom, eu curti dos dois jeitos. A minha ideia é diluir o Escarlate ainda mais, a ponto de poder passar duas camadas finas e mesmo assim uma esmaltação uniforme e não “fechar” tanto o tom (foi o que fiz com o Rebu e deu certo).

 

Gostaram? Agora estou em busca de todos os esmaltes jelly do universo!

 

Beijos!